Animais | Queres Apadrinhar Um? Como Fazer?

Diariamente, somos bombardeados com os cuidados que devemos ter com os animais.

Animais

Quem diz cuidados a ter, também diz, como os ajudar. E hoje venho-vos falar de como cada um de nós pode ajudar e fazer a diferença na vida de um dos animais.

Quem já visitou um jardim zoológico, certamente, já reparou que alguns animais têm Padrinhos.

Mas o que é isto de Padrinhos?


Simples. São benfeitores que, anualmente, contribuem com determinada quantia monetária, cujo propósito é ajudar na manutenção dos habitats dos animais no jardim zoológico, bem como preservação da espécie e comida para os animais pertencentes à mesma.

Numa visita ao Zoo de Santo Inácio aqui em Gaia, vi que eles tinham esse "sistema" de apadrinhamento de animais e que um deles - adivinhem? - era o Pinguim-de-Humboldt.

Ora bem, "O Pinguim Sem Asas" empatizou de imediato com esta espécie. É que é um Pinguim com imensa piada (como podem ver pela fotografia).

Animais

Não vou estar aqui a maçar-vos com pormenores sobre esta espécie de pinguins, pois o objectivo desta publicação não é esse. Venho falar-vos de como podem ajudar uma das espécies de animais presentes nos jardins zoológicos.

No caso do Zoo de Santo Inácio, bastou entrar em contacto com eles via email e, prontamente, me enviaram as informações necessárias, bem como documentos para serem preenchidos com os nossos dados e com o nome da espécie a apadrinhar.

Animais

Como é óbvio, neste tipo de iniciativas, e uma vez que a manutenção do habitat e a alimentação não são gratuitas, para podermos apadrinhar um dos animais, temos que pagar uma quantia por ano (no mínimo, 50 euros).

Desta forma, ao apadrinhar um animal, estamos a contribuir para a manutenção da espécie (que algumas, infelizmente, se encontram em perigo de extinção).

Quais as vantagens de se ser Padrinho?


Entrada gratuita ilimitada, válida durante um ano, (basta que apresentem o cartão que vos é enviado), o vosso nome que passa a constar na placa dos Padrinhos no habitat da espécie em questão e um animal mais feliz.

Confesso que não consegui ficar de lado e, em dias em que "Ajuda" é a palavra de ordem, penso que, por pouco que seja, devemos tentar ajudar sempre. Sejam animais, pessoas ou natureza (agora pareço um político, mas nada disso).

Assim que tiver oportunidade, irei visitar os meus Afilhados para ver se eles se estão a comportar bem.

E vocês? Já conheciam este tipo de iniciativas com os animais?

4 comentários:

  1. Já conhecia.
    Excelente iniciativa e decisão por parte d' OPSA ;) :)
    Grande abraço, tudo de bom!
    (Não esquecer de visitar os afilhados)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já é a segunda vez que o faço e é sempre bom ajudar os animais desta forma. Pelo menos, o habitat é mantido (com as ajudas que recebem), contribuo para a alimentação deles e eles ficam todos felizes. Irei certamente visitar num destes fins-de-semana :) Forte abraço.

      Eliminar
  2. Já conhecia e é algo que também pretendo fazer. Porque é daqueles gestos que faz toda a diferença :)
    Tens um afilhado cheio de pinta, sem dúvida ahah

    ResponderEliminar

O Pinguim Sem Asas. Todos os direitos reservados. Com tecnologia do Blogger.