Expocosmética | Como Correu A Experiência? Que Novidades?

E chegou o esperado texto sobre a Expocosmética.

Expocosmética

Posso já adiantar-vos que não vou ser "meigo" neste meu texto sobre a Feira, pois se, por um lado, existiram imensos pontos positivos, por outro, há um negativo sobre o qual acho que me devo pronunciar.

Mas vocês já estão habituados a isso da minha parte, certo?


Todos os anos, decorre a Expocosmética aqui no Porto. Este ano, de 30 de Março a 1 de Abril, a Exponor foi novamente palco do maior evento de beleza da Península Ibérica. A 24ª edição da Expocosmética juntou mais de 200 expositores e apresentou as novidades e tendências que vão marcar o sector.

Expocosmética

Este ano, o mote foi:

"Go wild, For a While"

Durante três dias totalmente dedicados ao mundo da beleza, esta 24ª edição, que decorreu em paralelo com a 1ª edição da Health For Beauty - The Experience, reuniu mais de 48000 visitantes, tendo sido no Domingo o dia que registou o maior número.

Aqui temos o primeiro ponto positivo: mais visitantes, mais expositores, mais produtos e conceitos inovadores em cosmética.


Novidades:

Decorreu a 1ª edição do Health For Beauty, uma feira mais dedicada ao sector farmacêutico, onde algumas empresas deram a conhecer os seus produtos e serviços.

Empresas como a AFP (Associação de Farmácias de Portugal), NAOS (Bioderma e Instituto Esthederm), Tetley, Sesderma, BSK Medical (Dr. Grandel e Seventy-One), entre outras, encontravam-se lá. Tive oportunidade de visitar esta feira durante os dois dias que estive presente e gostei bastante desta nova ideia por parte da Exponor. Espero que existam mais edições desta feira com tanto sucesso como a Expocosmética.

Expocosmética

Pela primeira vez na Feira, existiram os Expocosmética Beauty Awards Trends, onde foram atribuídos prémios em diversas categorias: Earth First, Flaw Positive, Tool Rituals e Stress Therapeutics. E não ficou por aqui. Decorreu, igualmente, o 1º Congresso Nacional de Estética, Beleza e Saúde e ainda a Expocosmética Collective, uma série de palestras com reputados profissionais da área da saúde, beleza e estética.

Para além disto, também existiram desfiles - Ricardo Andrez, Carla Pontes e a marca portuguesa de calças de ganga Liber Jeans - e ainda workshops de maquilhagem, com especial destaque para o maquilhador Ricardo Pedro, que nos relatou (e demonstrou com um exemplo prático) a sua experiência. Mais: fez uma comparação entre dois continentes (Europeu e Asiático) e as diferentes abordagens do conceito "Beleza" entre ambos.

No Challenge CACP Barber Shop houve uma surpresa: foi eleita uma vencedora. Para além disso, também aconteceu o Campeonato Nacional do Penteado.

Estacionamento

Houve uma novidade: este ano pagava-se, por dia, 3.20€, algo que, para muitos visitantes, não foi impeditivo de deixarem o seu carro dentro dos parques de estacionamento.

Segmentação da Feira

Este é outro ponto positivo da Expocosmética. Porquê? Senti que havia ainda mais espaço entre os corredores, não existiam flyers espalhados pelo chão, para além de os stands estarem "mais visíveis".

O que é que eu quero dizer com isto?


Devido a esta segmentação, conseguia-se, perfeitamente, perceber onde se estava e qual a área predominante em cada pavilhão. Este ano, no Pavilhão 1 estava a decorrer a Health For Beauty e nos restantes pavilhões a Expocosmética.

- Pavilhão 2 - Equipamentos de estética e Peggy Sage (algo que chamou a atenção, pois, na minha opinião, foi um outsider)
- Pavilhão 3 - Encontrava-se o palco e o Barber's Corner.
- Pavilhão 4 - Dedicado, maioritariamente, a cabelo e extensão de pestanas.
- Pavilhão 5 - Unhas e maquilhagem

Palco

Mais um ponto positivo. Quem foi ano passado à Expocosmética, lembra-se de ver o palco "entre pavilhões" o que, na minha opinião, foi muito bom. Este ano o palco encontrava-se no Pavilhão 3, com bastante exposição. Conseguia-se ver, perfeitamente, o que se passava lá e os criadores viram as suas obras com um maior destaque.

Costuma-se dizer "em equipa ganha, não se mexe" e a Exponor decidiu não mexer neste aspecto, onde, na minha opinião, fez muito bem.

Expocosmética

Barber's Corner

Comparativamente a 2018, existiam mais marcas no Barber's Corner, se bem que duas delas se encontravam na Health For Beauty - Depot Male Tools e Papillon. No entanto, ainda se "viam perdidas" algumas marcas nos outros pavilhões. Algo que podia ser revisto para a edição de 2020: concentrar novamente os stands do público masculino num único pavilhão.

Expocosmética

Marcas e Novidades das marcas

Como em todas as edições da Expocosmética, as empresas aproveitam esta Feira para dar a conhecer as suas novidades. Este ano não foi excepção, como é óbvio.

Inocos
Com o lançamento da nova linha "A Marcha da Maria", a Inocos surpreendeu com um stand que fez lembrar as festas populares portuguesas, com direito a pão com chouriço e rifas, onde saía sempre prémio.

Expocosmética

Embelleze
Como sempre, oferecia aos visitantes uma análise capilar e ainda pudemos conhecer as novidades Novex - O Poderoso Carvão e Liso de Cinema.

Expocosmética

beLASHpro
Uma novidade na Expocosmética. Este ano existiam stands dedicados à extensão de pestanas e a beLASHpro não foi excepção. Sendo uma marca nacional especializada nisso, ofereceu aos visitantes todas as explicações necessárias sobre esse procedimento.

Expocosmética

Eu já conhecia a Liliana Pereira nestas lides do Instagram e gostei bastante de ter oportunidade de a conhecer pessoalmente. A simpatia em pessoa, foi bastante prestável e disponível a esclarecer quem a abordava.

Purah
Aqui, eu (e a Rita) tivemos direito a uma visita guiada com uma apresentação detalhada dos produtos representados pela Purah. Um packacing incrível, com linhas dedicadas a profissionais e outras ao consumidor final e ainda produtos a pensar no homem.

AP Consulting
Representante da marca Thalissi, foi possível receber uma apresentação da marca, com especial enfoque para o seu DD Cream, um protector solar com cor, de largo espectro de acção, nomeadamente luz visível, principalmente luz azul presente nos ecrãs LED. Algo que tem sido uma preocupação constante e uma aposta (ganha) na indústria cosmética.

SPARKL
Uma plataforma de serviços de beleza (maquilhagem, cabeleireiro, massagens, depilação e manicure) em casa, hotéis ou até mesmo em escritórios. Para já, ainda só oferece os seus serviços no Porto e em Lisboa. Um conceito que eu já conhecia mas que não deixa de ser uma ideia inovadora. Ainda bem que esteve presente na Expocosmética este tipo de conceito.

Flormar
Este ano, contrariamente ao que acontecia nos anos anteriores, alguns workshops de maquilhagem foram feitos nas laterais (do lado de fora) do stand, ao invés de no piso superior (com acesso limitado a algumas pessoas). Um ponto bastante positivo da Flormar, pois permitiu que mais pessoas assistissem aos seus workshops.

Expocosmética

Acho, sinceramente, que foi uma aposta ganha e que, para as próximas edições, podem manter os workshops nestes moldes.


Andreia Profissional
Presenteou os seus visitantes com a sua nova linha de vernizes - Cosmic Collection. Para além disso, e para gáudio de muitas das suas visitantes, tanto no sábado como no domingo, esteve presente Rúben Rua.

Expocosmética

Amor Luso
A cosmética natural esteve presente, pela primeira vez, na Expocosmética (mais um ponto positivo da Feira) e a Amor Luso é uma empresa nacional, de saboaria artesanal, que trabalha apenas com produtos locais, com especial destaque para os champôs sólidos e os hidratantes corporais. Para além disso, também têm uma linha dedicada aos cuidados da barba e existia, ainda, um espaço para experimentar os seus sabonetes.

Depois de ouvir uma detalhada e extensa explicação sobre a oferta de produtos, pude experimentar o sabonete esfoliante de sal e o sabonete de cacau - maravilhosos!! As minhas mãos ficaram suaves e bem hidratadas.

Mas, nem tudo foi um "mar de rosas". Existiram pontos menos positivos.


Alguns já foram mencionados anteriormente, mas há um que vou referir (à semelhança do ano anterior): a escolha de (alguns) Embaixadores Digitais.

Sábado foi o dia em que vimos mais bloggers concentrados por metro quadrado. O que é normal. O que não achei normal (se bem que, hoje em dia, neste tipo de eventos, nada me surpreende) foi a atitude de algumas Embaixadoras Digitais. Senão vejamos:

- Munidas de um roteiro, apenas visitaram os stands que tinham alguma coisa para lhes oferecer, não mostrando interesse pelos outros e, quanto mais rápido isto acontecesse, melhor. Afinal, tinham um autocarro para apanhar de volta para Lisboa.

- Chegadas ao Porto, mais importante que a Feira, foi confraternizar com amigas do Norte. Ir à feira para quê? É mais fácil ir para outro local e depois ir levantar tudo e mais alguma coisa. Cheias de pressa e ávidas de receber brindes, interrompiam conversas para poderem receber tudo a que tinham direito.

Expocosmética

- Embaixador Digital pressupõe que se faça uma cobertura DIGITAL da Feira. Pelo menos, eu penso assim. Mas, afinal, o que é que vimos por parte de algumas pessoas? Isso mesmo! Nada. Um story aqui, um story ali... e o resto? Ah, já sei! Não havia rede wi-fi gratuita para os visitantes logo, não havia oportunidade de divulgarem a feira digitalmente. Apenas uma palavra relativamente a este ponto

LOL

- Superioridade em receber workshops de maquilhagem por parte de alguns stands, porque já sabem muito sobre maquilhagem e não querem saber disso para nada: apenas dos brindes. Mais uma vez, os brindes "ao virem ao de cima".

- Pessoas com convite VIP (ganho num dos imensos passatempos decorridos no Instagram) a revistarem os sacos para ver o que é que já tínhamos recebido.

Sim, malta, isto aconteceu. Comigo! Tive uma acéfala (desculpem-me o português) a revistar os sacos que tinha recebido aquando o meu check-in e a perguntar-me onde já tinha ido e o que é que já tinha recebido. E depois proferiu:

Eu quero saber a que stands é que vocês já foram, porque só vou àqueles que oferecem coisas. Não vou perder o meu tempo com os restantes.

O que é que vemos nas redes sociais destas pessoas?
- Divulgação apenas dos stands que ofereceram brindes (porque são esses que valeram a pena visitar... what?)
- Vídeos e mais vídeos com os produtos que receberam (falar da Feira? Who cares?)
- Convívio entre amigos. Afinal, elas só vão lá para conviver.

Ainda sobre convívio, apraz-me dizer apenas uma coisa:
Ano passado, na In Beauty, não ocorreu acção de bloggers. Logo, foi GRITANTE a redução do número de bloggers que visitou a Feira - quase ninguém. E grande parte era de Lisboa. O pessoal só vai lá para conviver, não é?

Expocosmética

Qual a razão que alegaram?
Nem toda a gente tem 10 ou 15€ para pagar o bilhete de entrada (quando a organização oferecia convites electrónicos a quem quisesse). No entanto, essas mesmas bloggers tiveram 25€ (sim, leram bem!) para pagar a viagem de autocarro Lisboa-Porto-Lisboa e poderem ir à Expocosmética. Porquê? Porque eram convidadas.

Então, mas não vão às feiras para conviver? Qual o motivo desta incongruência?


Finalizando este assunto, e, tal como já disse imensas vezes, considero ridícula a atitude e postura destas pessoas. Foi triste ver, mais uma vez, esta sede desmesurada por prémios e brindes. Esta ânsia incontrolável de receber mais e mais produtos gratuitos. Já ano passado escrevi e deixei a minha opinião bem vincada, mas este ano,  como esta proeza se repetiu, tornou-se, mais uma vez, decepcionante.

Como sempre, adorei esta experiência. Adorei visitar a Feira e conhecer as novidades. Gostei bastante de rever algumas caras familiares, e conhecer outras que só conhecia virtualmente. E quero agradecer à Rita por, mais uma vez, me ter acompanhado nesta aventura!

Expocosmética

Expocosmética

Expocosmética

Quem é que foi à Expocosmética? Que é que acharam?

24 comentários:

  1. A-D-O-R-E-I o post!
    E pensar que são esse "tipo" de pessoas que influenciam tantas pessoas����

    Nota 10✔️

    V.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E que "influenciam" a geração futura. Infelizmente, ainda se vê algumas pessoas com este tipo de atitudes e, quando confrontadas, afirmam que não existem pessoas assim e que estou a exagerar e não concordam com o que escrevi. Quem esteve lá presente ano passado e este ano sabe o que se passou e sabe o que se passa todos os anos.

      Eliminar
  2. Este tipo de eventos são sempre maravilhosos, mas é pena quando há pessoas que não se sabem comportar. Porque acabam por condicionar o trabalho de quem está nos stands e a visita de quem vai lá com genuíno interesse.
    As novidades pareceram-me, de um modo geral, ótimas :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Existiram novidades muito boas. A nível de homem, apesar de não muito abordadas aqui (questões de tempo), também existiram. A questão é que algumas marcas já recebem os criadores de conteúdo "de pé atrás" por causa deste tipo de comportamentos. Eu não me posso queixar: fui bem recebido. No entanto, a postura de alguns "influencers" conseguem justificar esta renitência de algumas marcas em recebê-los...

      Eliminar
  3. Não fazia ideia de pessoas assim no pontos negativos que referiste. Ou seja foste tão directo e disseste tudo. No entanto eu continuo a ter a mesma ideia de visitar um dia. Dos pontos positivos que referiste só fez com que eu tivesse mais vontade de visitar talvez para o ano vá :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que, sim, deves visitar, pelo menos uma vez, a Feira. Tentar absorver a experiência "à tua maneira" e, se possível, ires com alguém que já tenha ido anteriormente. E vais ver que, a menos que isto mude radicalmente, vais encontrar pessoas a ter este tipo de comportamentos. Se bem que, remexerem nos sacos, foi a primeira, mas também era a primeira vez dessa dita acéfala.

      Eliminar
  4. Confesso que nunca foi a uma feira dessa, mas gostei bastante da tua partilha e da tua opinião, acho que é sempre bom haver eventos assim, pois assim podemos conhecer novas marcas, na qual houve pelo menos 2 que não conhecia mesmo, mas parece que de ano para ano a feira cada vez está mudar acho eu para melhor
    Beijinhos
    Novo post
    Tem post novos todos os dias

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Algumas marcas eu também não conhecia e fiquei contente por estarem presentes, principalmente, com o conceito de energia renovável, ecologia e cosmética biológica. Foi um ponto positivo que, espero sinceramente, voltar a ver para o ano.

      Eliminar
  5. Muito obrigado, Ricardo :DD

    Tive convite mas, para ser sincero, preferi não ir e ainda bem... todos os anos parece que a mesma situação se repete :( há bloggers que acabam por descredibilizar aquilo que fazemos precisamente pelas atitudes que tomam. Credo. Que sede de "coisas" que têm!!!
    Ainda assim, ainda bem que houve muita coisa a melhor... isso significa que, pelo menos, conseguem absorver o feedback de ano para ano :D

    NEW TIPS POST | NOBODY'S EVER TALKED ABOUT THIS!
    InstagramFacebook Official PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há pessoas que não sabem estar nem sabem o seu papel neste tipo de evento. Quando confrontadas, assumem uma postura defensiva. Eu apenas limitei-me a dar uma opinião sincera sobre a Feira. Acho que não existe só um lado culpado, mas sim os dois.

      Eliminar
  6. É uma feira que eu adorava imenso ir! Mas por me ser longe (sendo ou não convidada) nunca fui até porque calha quase sempre nos anos do meu irmão. Mas todos dizem que é tão melhor que a In Beauty que um dia gostava mesmo de ir. Gostava tanto de ter assistido a alguns workshops que houveram.

    De facto é pena haverem pessoas que ainda não perceberam que são convidadas em "trabalho" e não só porque sim. E no fundo acabam por desperdiçar tantas oportunidades porque podiam aproveitar para fazer network e arranjar novas parcerias (quem sabe até bastante boas e duradouras). É por essas e por outras que nunca fui à In Beauty como blogger convidada, vou sosinha e vou passando por todos os stands a conhecer as novidades e se gostar de algo compro e testo. E no ano passado foi tão bom, podia falar com as pessoas à vontade sem haver bloggers por todo o lado.

    Como tudo na vida há o bom e o mau. Espero que a organização pare de "pedir" bloggers e simplesmente convide quem acha que merece e que escolha com critério. Ah e que defina logo o que é esperado de cada um. Sim porque convidarem as pessoas, oferecerem coisas e não dizerem o que pretendem do outro lado é meio caminho andado para que estas coisas aconteçam.

    Beijinhos,
    www.yellowrain.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu vou à Feira para conhecer a mesma. Saber as novidades, ver como está dividida, quais os novos stands e marcas, conhecer, ver os novos conceitos abordados (este ano, por exemplo, a cosmética biológico surgiu na Feira, pela primeira vez) e não vou pelos brindes. Dou a conhecer a Feira, dou a conhecer as novidades e foi isso que fiz neste texto. Agora, quem me segue, sabe que eu não falo apenas do "bonito" das coisas. Há que falar do que não esteve bem e este ano, mais uma vez, os influenciadores convidados (alguns). Vergonha alheia. Se só um dos lados tem culpa? Sinceramente, não!

      Eliminar
  7. Fantástico, opinião clara, sem filtros!
    A verdadeira realidade da feira!
    Parabéns!
    Mais uma seguidora para o blogue 😘

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pelo comentário, pela visita e por estares desse lado ;)

      Eliminar
  8. Eu devo ser dos poucos homens que não consegue suportar os perfumes Hugo Boss :P ahahah tenho um, e é dos mais fraquinhos da marca :P

    Agora estou em dúvida... eu acho que já tinha comentado esta publicação :o

    NEW WISHLIST POST | DEAR SPPRING, ARE YOU THERE?
    InstagramFacebook Official PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, já tinhas comentado, eu é que ainda não tinha publicado os comentários do dia de ontem ;) Bem, quanto aos perfumes, há gostos para tudo. Não podemos gostar todos do mesmo, certo? :p

      Eliminar
  9. Podia fazem um comentário enorme e incrível onde ia concordar com tudo... Mas não vale a pena. Vou apenas dizer-te que as pessoas fraquinhas do juízo vão achar que isto é uma polémica, um ataque e não A VERDADE.
    Força amigo! Sempre nos posts sinceros!
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pelas palavras ;) é sempre triste quando pessoas encaram tudo o que lêem como ataque pessoal, difamação ou ofensa, quando, na realidade, este texto (assim como todos os outros que escrevo) não são nada disso...

      Eliminar
  10. É só pena não nomes dessas pessoas ( o que acho bem, não estou a condenar) mas para algumas pessoas "abrirem" os olhinhos e verem realmente quem é verdadeiro... por acaso eu vi os stories de uma pessoa que andou a passear pelo Porto e a conviver com amigas e depois estava no Stand da Flormar com um ar de frete...porque estava num workshop de maquilhagem.... enfim... parabéns pelo seu texto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se eu já recebi mensagens "mais negativas", imagine se eu tivesse colocado o nome das pessoas. Era linchado em praça pública ;) obrigado pelo comentário, pela visita e pelas palavras ;)

      Eliminar
  11. Gostei imenso de ler a tua opinião! Dei uma voltinha pela expo e o que me surpreendeu realmente foi o espaço que conseguiram entre stands, pois eu não gosto nada de me sentir "sufocada" por tanta gente à minha volta.

    Relativamente à cobertura da feira pelas bloggers vi muito pouca! Tanto nos próprios dias, como nos seguintes, não vi grande coisa...

    Aplaudo a Exponor este ano e porquê? Eu moro em Leça, mesmo pertinho da Expo e todos os anos existe o problema do transito infindável nas proximidades da feira e este ano, apesar de algum trânsito, não foi nada caótico!

    https://aritateixeira.blogspot.com/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O espaço entre stands estava incrível. Muito mais organizado e com uma maior exposição. Para além disso, a segmentação da feira ajudou imenso. Uma pessoa tinha ideia de onde estava e do que poderia encontrar em determinado pavilhão. Eram imensos convidados e não se viu quase nada. Mesmo agora não se vê muita coisa, algo que é "normal" acontecer nos outros anos. O interesse dissipou?

      Eliminar

O Pinguim Sem Asas. Todos os direitos reservados. Com tecnologia do Blogger.