Vamos Conhecer O Porto Santo? - Parte 2

Depois da primeira parte da minha viagem, vamos conhecer o Porto Santo.

Vamos Conhecer O Porto Santo? - Parte 2

Vamos lá?


No outro texto, ficamos na parte da viagem de barco do Funchal para o Porto Santo. Tal como também referi, o hotel onde fiquei alojado no Porto Santo foi o Pestana Porto Santo Beach Resort, um hotel de cinco estrelas, situado a "meio da ilha", na zona perto das praias (óbvio).

Como me desloquei do barco até ao hotel? De táxi porque, tal como já disse também, alugar um carro custava 80€ por dia mais 100€ de caução. Demasiado caro, não?

Pestana Porto Santo Beach Resort

Devo dizer-vos que, face à pandemia, o Hotel estava bem preparado. O serviço, assim como o staff, era todo bem cuidadoso. Sempre que entrávamos na área da Receção havia alguém com um frasco de álcool-gel a dar aos hóspedes, assim como na sala das refeições. Simpatia e disponibilidade, assim como limpeza e desinfeção primaram neste Hotel.

Como funcionavam as refeições?

Eu estive em regime de meia-pensão, ou seja, pequeno-almoço e jantar incluídos. Na hora do check-in era-nos pedido o horário a que queríamos comer, a fim de controlar o fluxo e o número de pessoas entre cada "turno".

Pode parecer estranho, mas achei esta medida adequada.

Depois, na sala das refeições, tudo o que era frios e bebidas, eram os hóspedes que pegavam, tendo cada um uma pinça (perto da comida, existiam bancadas com pinças desinfetadas e cada um de nós, de cada vez que ia buscar comida, teria que utilizar uma nova). Os pratos quentes, assim como as sobremesas, era alguém do staff que servia os hóspedes. As bebidas eram pedidas e servidas à mesa.

Agora, passemos a sítios que visitei...

Alguns já puderam acompanhar no meu instagram, assim como alguns detalhes. Existiram sítios que não consegui visitar, nomeadamente o Zimbralinho, os Morenos ou o Pico da Ana Ferreira, mas, que, quem sabe, numa próxima ida ao Porto Santo, não os vá visitar!

Mas antes vou deixar-vos aqui algumas informações sobre a ilha:

Porto Santo tem uma área de 42 km quadrados e uma população de aproximadamente 5 mil habitantes, distribuídos pela zona mais a Sul da ilha (a parte Norte é montanhosa). Uma ilha segura, onde desde a criança até ao idoso pode andar à vontade a qualquer hora do dia - isto é verdade! Senti-me seguro durante toda a estadia e durante as minhas explorações de dia e de noite.

Praia do Porto Santo

As praias da ilha têm uma extensão de 9 km que vão desde a Portela até à Calheta (este último é o ponto mais a Este da ilha). De manhã temos uma maré vaza, mas de tarde, esta subia e a água chegava bem perto das "dunas" (conforme foto colocada a seguir) - um cenário que, gentilmente, chamei "Veneza do Porto Santo". Um grande areal onde podia fazer as minhas caminhadas pela manhã sem qualquer tipo de problema.

Vamos Conhecer O Porto Santo? - Parte 2

NOTA: sim, eu sou aquela pessoa que acorda cedo para aproveitar a praia e faz caminhadas de uma hora a uma hora e meia. Nestas férias não foi diferente. Era isso que acontecia. Ia desde a Praia do Porto Santo até à Praia da Ilha Dourada, dava a volta e ia quase até à Calheta e voltava novamente até à do Porto Santo. Simples, não? #OperaçãoBumBum

Cais e Praia da Ilha Dourada

Quanto à Praia da Ilha Dourada, não há muito a dizer, a não ser que é uma praia bem agradável, com águas calmas, tal como em todas as praias que existem na ilha. O Cais é um sítio bem giro, onde encontramos os pescadores e onde podem ir até à ponta para apreciar a imensidão de mar à vossa frente.

Vamos Conhecer O Porto Santo? - Parte 2

No início do Cais - que fica na vila (no centro propriamente dito) - têm algumas barraquinhas, sendo uma delas a da Dona Lígia que serve um bolo do caco delicioso! Podem comer com manteiga de alho ou então com chouriço. Eu optei pela primeira opção, porque não gosto cá de misturar chouriço com algo tão delicioso quanto bolo do caco #Risos

Vamos Conhecer O Porto Santo? - Parte 2

NOTA: vende-se bolo do caco no Lidl (eu, pelo menos, consigo encontrar), mas não é a mesma coisa que comer "na terra dele". Só quem come é que percebe o que eu quero dizer!

A Boutique da Poncha

Portosantenses que me acompanham, vocês já devem conhecer este sítio. Madeirenses ou continentais, quando, uma dia, visitarem o Porto Santo, e quiserem beber uma poncha, este é um sítio bem porreiro. Localizado no centro, com um bom serviço, rápido e as ponchas são deliciosas! E mais não digo!

Vamos começar com os Miradouros, pode ser?


Porto Santo tem imensos Miradouros com vistas incríveis sobre a ilha e sobre os ilhéus. Alguns são um bocadinho difíceis de lá chegar a pé, mas podem ir lá de táxi ou alugar uma mota (não sei preços). Eu visitei alguns a pé. Outros, shame on me, mas eu não andei a cometer pecados, pelo que fui de táxi. Não me julguem. Não me arrependo, ok? #RisosNovamente

Miradouro das Flores

Encontra.se situado na Costa Sul da Ilha. Do alto do mesmo, podemos observar o Ilhéu de Baixo, os Ilhéus de Ferro, Cima e Cal (na foto este último), a Calheta, o Pico da Ana Ferreira (que não visitei) e a totalidade da praia, sendo que, em condições de tempo com boa visibilidade, consegue-se avistar a Costa Norte da Ilha da Madeira.

Vamos Conhecer O Porto Santo? - Parte 2

Depois de uns "simpáticos" 49 minutos a pé, sendo, aproximadamente, metade do caminho sempre a subir e subidas cada vez mais íngremes, é um local que vale bem a pena o esforço. Acreditem em mim. Chegam lá a "arfar" e "vermelhos que nem um tomate", mas as vistas são de tirar a respiração.

Vamos Conhecer O Porto Santo? - Parte 2

Só tenho pena de uma coisa: o tempo não ter ajudado e ter algumas nuvens no céu. Acredito que, se o tempo estivesse limpo, eu teria conseguido outro tipo de fotografias e de vistas. No entanto, acho que não me safei mal, certo?

Miradouro da Portela

O primeiro Miradouro que visitei. Nesse momento estava a chuviscar pelo que decidi apanhar um táxi desde o Hotel até lá. Este apresenta uma excelente panorâmica sobre a Ilha e encontra-se situado do lado Este.

Vamos Conhecer O Porto Santo? - Parte 2

A cerca de 1.5 km de Vila Baleira, permite uma agradável viagem numa avenida rodeada de palmeiras e moinhos de vento. No caminho do Miradouro está situada a Capela da Nossa Senhora da Graça, datada de 1851, onde, nos dias 14 e 15 de Agosto de cada ano, são celebradas as suas festas. As pessoas vão em romaria até lá para pagarem as promessas que fizeram à Nossa Senhora.

É neste ponto que começa o areal de 9 km de Porto Santo e, em dias de maior visibilidade, conseguem ver a Calheta. No entanto, como estava a chuviscar, a Calheta "ficou na alheta" porque as nuvens decidiram ser teimosas e estragar-me a vista, mas, tendo em conta a foto, até acho que as mesmas deram um ar misterioso à foto, não?

Miradouro das Lombas

Depois de ter ido à Portela e do senhor taxista me ter deixado no centro da vila, eis que decidi ir a pé até este Miradouro. É de fácil acesso e encontra-se "ao nível da estrada". A quem o visita, este Miradouro proporciona uma bela panorâmica sobre a baía e a praia do Porto Santo.

Vamos Conhecer O Porto Santo? - Parte 2

Para além disso, existe um moinho que serve de atração turística. De salientar que o Miradouro é mesmo em frente a um café e o moinho encontra-se mesmo ao lado do mesmo. Eu tive dúvidas sobre se estaria no sítio correto, mas, depois de confirmar pelo GPS e nas placas, concluí que não me tinha enganado.

Vamos Conhecer O Porto Santo? - Parte 2

Miradouro do Pico do Castelo

Visitei este Miradouro no meu último dia no Porto Santo. Era necessário céu minimamente limpo para conseguir ter uma vista "decente"; caso contrário, iria encontrar nuvens e a viagem seria tempo perdido. Assim, e como as minhas pernas não aguentavam uma caminhada de mais de duas horas desde o Pestana (sendo que, metade do caminho, era a subir e sempre mais íngreme), apanhei um táxi até lá. Again: não me julguem, por favor! xD

Vamos Conhecer O Porto Santo? - Parte 2

O Miradouro do Pico do Castelo é um dos pontos privilegiados para admirar a beleza desta paisagem natural, de onde se avistam alguns ilhéus que circundam a Ilha, nomeadamente Cal e Cima.

O ponto mais alto do Pico do Castelo atinge os 430 metros de altura, encontrando-se, quase no topo, o busto de homenagem a Schiappa de Azevedo que contribuiu fortemente para a arborização do monte, outrora mais desertificado. Podem ainda ver as ruína de uma fortaleza do século XVI, símbolo da defesa das populações dos continuados ataques piratas à Ilha, durante conturbados séculos.

NOTA 1: tem um canhão no Miradouro e, ao que parece, é tradição tirar fotos em cima dele. Eu não o fiz: primeiro porque ia sozinho; segundo, porque não achei uma prática muito correta.

Vamos Conhecer O Porto Santo? - Parte 2

NOTA 2: se apanharem um motorista simpático como eu apanhei, eles só vos cobra metade da viagem, ou seja, eu fui do táxi até ao Pico do Castelo e depois voltei para o centro da vila. Segundo ele, só me cobrou a viagem de ida porque, como estava a voltar para trás, não lhe fazia sentido cobrar a viagem de regresso. Para além que foi um porreiro porque esperou por mim no Pico enquanto eu tirava as fotografias.

WHAT? Se fosse aqui no Porto, bem que pagava "forte e feio" pela viagem completa #RindoImenso


Lambecas

Quando eu disse a algumas pessoas que ia ao Porto Santo, disseram-me para eu comer muitas lambecas. Ora bem, eu não sabia o que era, então toca a ir pesquisar. Uma lambeca é, no fundo, um gelado de leite artesanal com vários sabores à escolha (eu comi de chocolate - óbvio, certo?). A razão de se chamar lambeca prende-se com o local onde se vende. A barraquinha chama-se Lambeca

NOTA: normalmente, costuma estar uma fila enorme para comprar uma. Eu comi a minha às 23 horas, uma hora super apropriada para se comer uma (reparem na ironia desta frase), logo não apanhei uma única pessoa à minha frente: foi chegar, pedir, pagar e comer.

E foi assim a minha viagem pelo Porto Santo. Uma ilha incrível que, à partida, pode não ter grande coisa para ver ou explorar, mas que, se tiverem espírito aventureiro, vão descobrir sítios lindos. Sítios de acesso difícil e custoso, mas que, no fundo, vale bem a pena o resultado final.

Vamos Conhecer O Porto Santo? - Parte 2

Foi uma semana de descanso, onde viajei pela segunda vez sozinho (já falei aqui das vantagens de se viajar sozinho, a meu ver) e só tenho uma coisa a dizer: um dia vou voltar.

Gostaram de conhecer? Ficaram com vontade de visitar a ilha? Vamos?

4 comentários:

  1. Deixaste-me agora cheia de saudades da Terra Natal da minha mãe (sim a minha mãe nasceu lá) e onde eu passei todos os meus verões! Meu Deus já não vou lá faz precisamente este mês 11 anos! É uma ilha sem dúvida maravilhosa! Adorei "visitar" através do teu post! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fico contente que te tenha proporcionado isso :) estás a uma viagem de 2h30 de barco até lá. É mais fácil para ti ir lá do que eu ahah

      Eliminar
  2. Olá, já conheço o porto santo há muito tempo e quando é possível dou um pulo lá :)

    Adorei o post

    Beijinhos :*
    omundodapequeninaaa.blogspot.com

    ResponderEliminar

O Pinguim Sem Asas. Todos os direitos reservados. Com tecnologia do Blogger.