Demorei Bastante Tempo Até Publicar Este Texto...

O que o título diz é verdade: demorei imenso tempo a pensar quando iria publicar este texto.

Demorei Bastante Tempo Até Publicar Este Texto...

Quem me segue, sabe que, há já alguns meses (valentes) que não venho ao blogue escrever. Era algo que me dava prazer, mas, com o aumento do volume de trabalho, e com a preparação do #projetonovo, acabei por deixar o blogue para trás...

O projeto novo foi revelado e pensava eu que ia voltar ao blogue novamente. Não voltei.
Arranjava sempre desculpas do género "ah e tal tenho imenso trabalho na Farmácia e não me apetece estar à frente de um computador novamente quando chegar a casa". Achava eu que era isto, mas não era.

O que se passava realmente - e ainda se passa - é que estou desiludido com as redes sociais. Dececionado até... As redes sociais, esta área de enorme expansão, está a deixar-me sem vontade de escrever, que era algo que EFETIVAMENTE me dava imenso prazer. Vocês sabem disso. Eu publicava três textos por semana, organizados, com conteúdo útil, com textos pedidos por vocês, com reviews de produtos que me pediam. Não preciso de falar muito sobre isto.

No entanto, comecei a olhar para as redes sociais de outra forma, depois de ver coisas como:
- Pessoas sem conhecimento a serem consideradas autoridades nas mais diferentes áreas
- Não poder falar livremente sobre determinados assuntos, pois tudo agora é machismo, é racismo e todas as "fobias" que possam imaginar
- Marcas que não se preocupam em trabalhar com pessoas com conteúdo cuidado, mas sim com "as primeiras pessoas que lhes aparecerem à frente"
- Marcas a apoiarem asneiras que as pessoas dizem sobre os seus produtos
- Marcas que não conseguem aceitar uma crítica (construtiva) sobre o seu funcionamento nas redes sociais
- Pessoas que não aceitam opiniões contrárias à sua, pois é tudo inveja, é tudo "veneno", é tudo maldade
- Marcas que não sabem o que é uma calculadora nem o que é uma coisa simples como uma taxa de engajamento/interação para poder perceber que grandes números de seguidores não significam necessariamente elevado número de conversões/vendas
- Perceber que em pleno século XXI, em pleno ano 2021, as responsáveis pelo marketing digital das diferentes empresas (não todas, atenção!) são preguiçosas ao ponto de não se darem ao trabalho de investigarem o ponto anterior
- Entre tantas outras coisas...

E por todas estas, e mais algumas, razões que já me passou pela cabeça desistir de tudo. Do blogue, do instagram, do digital. Cultivar o meu serviço de Consultoria e investir em mais projetos deixados na gaveta durante algum tempo. Deixar de escrever no blogue. Deixar de publicar fotografias e tentar ensinar quem me segue... Acreditem que já me passou esta ideia pela cabeça mais do que uma vez...

Não escrevo isto porque tenho inveja das oportunidades que as outras pessoas têm e eu não.
Não estou a escrever este texto porque quero assumir o papel de "coitadinho" e receber mensagens das pessoas a pedirem-me para não deixar o projeto.
Não escrevo este texto para que tenham pena de mim. Não preciso disso. E não me interpretem mal, por favor.
Não escrevo isto porque quero que as pessoas comecem a olhar para mim de outra forma ou as marcas comecem a trabalhar comigo.

Escrevo este texto, de "coração aberto" e deixo fluir as palavras conforme o que se passa aqui na minha cabeça. Já vão mais de dois meses em que não coloco aqui um único texto e, sinceramente, a vontade ainda não me voltou. No entanto, senti necessidade de escrever este texto e senti necessidade de vos dar uma explicação.


Explicar a razão pela qual me afastei.
A razão pela qual não tenho vontade de tirar fotografias e trabalhar nas legendas das mesmas.
Se faço stories é só mesmo porque quero partilhar aquele momento com quem me segue, aquele produto que estou a gostar, aquele livro que estou a ler, aquele local que visitei.
Não é ser hipócrita.
Não é ser "coitadinho" (porque há quem se "pinte" dessa forma nas redes sociais e essa estratégia de marketing tem dado resultado).
É ser brutalmente sincero convosco, porque vocês merecem. E, por isso, peço que me entendam e não me interpretem mal quando digo que, para já, não tenho qualquer vontade em voltar ao blogue - apesar do mesmo continuar a ser visitado inúmeras vezes por dia - e que não sei quando essa vontade irá voltar.

Aquilo que também vos peço é um pouco de paciência e de compreensão para comigo e com aquilo que se está a passar.

Quem sabe, um dia, eu não voltarei ao blogue com a mesma força e pujança de antigamente...

Sem comentários:

O Pinguim Sem Asas. Todos os direitos reservados. Com tecnologia do Blogger.